Planejando seu Desenvolvimento Pessoal
Adelaide Giacomazzi
Adelaide Giacomazzi

Planejando seu Desenvolvimento Pessoal

Você já teve a sensação de perder tempo (e dinheiro) com aquele curso on-line que você comprou por impulso, acessou uma ou duas vezes e depois esqueceu que ele existia?

E aquele livro maravilhoso que você tanto queria ler e acabou ficando escondido no fundo da gaveta ou em algum lugar secreto da casa que você não lembra qual é?

Um dos hábitos que aumentam a produtividade é o de planejar o seu desenvolvimento pessoal, que muitas empresas chamam de PDI (Plano de Desenvolvimento Individual).

Eu sempre faço o meu plano, pelo menos duas vezes por ano. Amo estudar e  adoro uma sala de aula, seja ela presencial ou virtual. Como também adoro planejar, fazer a conexão do meu tempo com as habilidades que preciso desenvolver é uma atividade apaixonante e prazerosa.

Quer saber como você pode fazer? Deixa eu te contar:

Construindo a sua imagem pessoal para vender mais
Adelaide Giacomazzi
Adelaide Giacomazzi

Construindo a sua imagem pessoal para vender mais

Você é daquele tipo de pessoa que fala constantemente frases do tipo: “eu não sei vender”, “eu não gosto de vender”, “eu não fui feita para vender” ???

Se você pensar um pouquinho, vai perceber que sempre está comprando ou vendendo alguma coisa.

Lembra quando você se arrumava pra sair com o primeiro namorado, caprichava no look e no perfume? Independente das suas intenções, você com certeza queria agradar e parecer uma pessoa legal.

E os momentos em que procurou um emprego fixo? Fazer o seu curriculum nada mais é do que divulgar e vender os seus serviços, o seu tempo, a sua experiência, os seus conhecimentos. A entrevista de emprego é o momento de identificar se aquela empresa é adequada para as suas aspirações de carreira e “vender seu tempo” para o entrevistador.

Um dos primeiros passos para a venda é fazer o seu marketing pessoal.

Como as 4 disciplinas da execução podem te ajudar a atingir objetivos

Como as 4 disciplinas da execução podem te ajudar a atingir objetivos

Você já teve iniciativas e ideias maravilhosas que acabaram não sendo implementadas?

O excesso de atividades diárias do mundo digital pode consumir todo o tempo e energia que você precisa investir para executar as suas estratégias e atingir os seus objetivos.

Sempre haverá mais boas ideias do que sua capacidade de executá-las

Neste livro, a equipe de pesquisadores da Franklin Covey apresenta a sua metodologia desenvolvida para atingir as metas mais importantes da vida executiva, e que também podem ser aplicadas na vida pessoal.

Qual é a fórmula que essa metodologia apresenta?

Organize seus processos e controle a sua ansiedade

Organize seus processos e controle a sua ansiedade

Os seus processos principais, na vida pessoal e profissional, estão definidos e organizados?

Ter a consciência das suas atividades, papéis e responsabilidades, aumenta as chances de ser mais ágil e ter melhores resultados, entregando produtos e serviços com qualidade e no prazo, surpreendendo e encantando seus clientes. Além disso, proporciona mais segurança e contribui para diminuir o estresse e ansiedade.

Processo é uma palavra com origem no latim procedere, que significa método, sistema, maneira de agir ou conjunto de medidas tomadas para atingir algum objetivo. É uma palavra relacionada com percurso, e significa “avançar” ou “caminhar para a frente”.

A tarefa de organizar processos pode não ser fácil e rápida, mas pode alavancar de forma considerável a sua produtividade.

A minha experiência com mapeamento de processos de negócio mostra que muitas vezes existe a intenção de mapear todos os processos, procedimentos, interfaces, incluindo todas as exceções possíveis e imaginárias. Muitas vezes o esforço para fazer com que isso aconteça se mostra uma grande perda de tempo.

“Tudo muda o tempo todo no mundo”

É preciso ter em mente que o processo que você mapeou hoje (talvez de forma bem detalhada) poderá estar desatualizado amanhã. Só que não ter nenhum processo organizado também pode ser prejudicial, aumentando os riscos de precisar refazer atividades, entregar um produto com uma qualidade menor do que a esperada, deixar um cliente insatisfeito, ter problemas de comunicação e relacionamento, perder tempo e dinheiro.

E agora, o que fazer?

Encontre mais tempo delegando atividades

Encontre mais tempo delegando atividades

Empreendedores geralmente tem uma agenda lotada de atividades, compromissos e responsabilidades. Na maioria das vezes é muito complicado dar conta de tudo. Aprender a delegar pode te ajudar a conseguir muito mais tempo para dar foco nas atividades prioritárias e mais rentáveis.

Quando você delega está transmitindo poderes, dividindo responsabilidades e dando autonomia para que outras pessoas executem ações que geralmente são feitas por você.

Na teoria é tudo muito mais fácil. O que geralmente acontece na prática empreendedora é a pessoa acumular ainda mais tarefas pessoais e profissionais, correndo o risco de entrar em um loop infinito de “coisas demais e tempo de menos”.

Confira abaixo algumas dicas práticas para você fazer uma delegação bem-sucedida e usar melhor o seu tempo e dinheiro.

3 passos para uma comunicação objetiva

3 passos para uma comunicação objetiva

Já aconteceu de você falar alguma coisa para outra pessoa e ela entender de uma forma bem diferente?

Quando a minha filha Heloísa tinha três anos de idade e estava exagerando nas guloseimas eu falei pra ela que “a partir daquele dia ela só ia comer chocolate e doces no fim de semana”. Ela concordou na hora e ficou bem quietinha. Quando chegou a hora do almoço do sábado e fomos comer arroz e feijão ela reclamou e me disse: “não mamãe, você combinou comigo que eu só ia comer chocolate e doces no fim de semana.”

“Comunicação é a arte de ser entendido”. Peter Ustinov

O processo de comunicação é essencial para a construção e manutenção de relacionamentos pessoais e profissionais, para você vender seus produtos e serviços, para você ajudar outras pessoas. Mas não é um processo fácil.

Quantas vezes você teve problemas de relacionamento por falhas de comunicação, com familiares, colegas de trabalho e amigos?

Delegação, protagonismo e bolinhos de polvilho

Delegação, protagonismo e bolinhos de polvilho

Quando eu era pequena muitas vezes tentava me aventurar na cozinha. Não me lembro com tantos detalhes da época nem do que eu tentava preparar. O que eu me lembro bem era de uma frase da minha mãe: “deixa que eu faço”. E ao dizer essa frase eu perdia não só a colher pra mexer a panela mas também a oportunidade de praticar, tentar e aprender.

O objetivo desse texto não é ficar reclamando da minha mãe. E eu também nunca tive o sonho de participar de concursos de culinária ou ser uma chef de cozinha (viva o delivery). A minha intenção é fazer você refletir se no seu dia-a-dia está tendo atitudes semelhantes, como por exemplo:

  • centralizar atividades e assumir responsabilidades que não são suas, evitando delegar (e depois se queixar que não tem tempo);
  • deixar de ensinar outras pessoas e acabar fazendo no lugar delas;
  • fazer com que outras pessoas executem atividades que são suas, perdendo a oportunidade de aprender coisas novas;
  • ficar na zona de conforto e terceirizar “atividades chave” e importantes.

Já aconteceu de você estar conversando com uma pessoa e se perceber completando uma frase ou pensamento no lugar dela? Quando você faz uma coisa por outra pessoa você está quebrando o fluxo de pensamento, o raciocínio, e de certa forma impedindo que ela crie as conexões cerebrais que são necessárias para ela entender melhor o assunto e consolidar aquele aprendizado.

“Melhor do que dar o peixe é ensinar a pescar”

E como delegar atividades?