Como as 4 disciplinas da execução podem te ajudar a atingir objetivos

Como as 4 disciplinas da execução podem te ajudar a atingir objetivos

Você já teve iniciativas e ideias maravilhosas que acabaram não sendo implementadas?

O excesso de atividades diárias do mundo digital pode consumir todo o tempo e energia que você precisa investir para executar as suas estratégias e atingir os seus objetivos.

Sempre haverá mais boas ideias do que sua capacidade de executá-las

Neste livro, a equipe de pesquisadores da Franklin Covey apresenta a sua metodologia desenvolvida para atingir as metas mais importantes da vida executiva, e que também podem ser aplicadas na vida pessoal.

Qual é a fórmula que essa metodologia apresenta?

Organize seus processos e controle a sua ansiedade

Organize seus processos e controle a sua ansiedade

Os seus processos principais, na vida pessoal e profissional, estão definidos e organizados?

Ter a consciência das suas atividades, papéis e responsabilidades, aumenta as chances de ser mais ágil e ter melhores resultados, entregando produtos e serviços com qualidade e no prazo, surpreendendo e encantando seus clientes. Além disso, proporciona mais segurança e contribui para diminuir o estresse e ansiedade.

Processo é uma palavra com origem no latim procedere, que significa método, sistema, maneira de agir ou conjunto de medidas tomadas para atingir algum objetivo. É uma palavra relacionada com percurso, e significa “avançar” ou “caminhar para a frente”.

A tarefa de organizar processos pode não ser fácil e rápida, mas pode alavancar de forma considerável a sua produtividade.

A minha experiência com mapeamento de processos de negócio mostra que muitas vezes existe a intenção de mapear todos os processos, procedimentos, interfaces, incluindo todas as exceções possíveis e imaginárias. Muitas vezes o esforço para fazer com que isso aconteça se mostra uma grande perda de tempo.

“Tudo muda o tempo todo no mundo”

É preciso ter em mente que o processo que você mapeou hoje (talvez de forma bem detalhada) poderá estar desatualizado amanhã. Só que não ter nenhum processo organizado também pode ser prejudicial, aumentando os riscos de precisar refazer atividades, entregar um produto com uma qualidade menor do que a esperada, deixar um cliente insatisfeito, ter problemas de comunicação e relacionamento, perder tempo e dinheiro.

E agora, o que fazer?

Mude seu mindset para encontrar “tempo livre”

Mude seu mindset para encontrar “tempo livre”

O que você faria se tivesse mais tempo livre na sua agenda?

Se você tem dificuldades em gerenciar o seu tempo, confira aqui algumas dicas úteis e simples para você encontrar o tempo livre que tanto procura.

Acredite que você tem tempo

O primeiro passo para ter tempo livre é deixar de lado aquela clássica afirmação de “eu não tenho tempo.” Se você ficar repetindo isso para si mesmo e para as outras pessoas, as chances de você realmente ficar com a sensação de que não tempo para nada vai ser muito alta.

Pense que o seu dia é uma conta bancária. A cada dia você recebe 24 horas para usar como bem entender. No fim do dia essa conta é zerada e você recebe mais 24 horas, como se fosse um presente. Depende somente de você decidir como vai utilizar esse presente, as horas que ganhou. Você pode usar o seu tempo de uma forma produtiva ou jogar ele pela janela e ficar com a sensação de que não tem tempo.

Defina com antecedência o que vai fazer com o tempo livre

Você precisa ter muita clareza e segurança de saber o que quer fazer com o seu tempo livre. Pois, uma vez que você encontre mais tempo livre, e com certeza irá, se não souber onde e como vai utilizá-lo, as outras pessoas podem devorar o seu tempo livre como dinossauros famintos.

Em maio de 2016 eu participei de uma enquete sobre esse tema nas redes sociais, feita pelo Christian Barbosa, e fiz questão de conferir e analisar 366 das respostas dos participantes.

O que as pessoas fariam com seus tempos livres?

Procurando a “luz no fim do túnel”

Procurando a “luz no fim do túnel”

Se você é empreendedora já deve ter acontecido de você ter se sentido em alguns momentos no escuro, sozinha, perdida, muitas vezes sem dinheiro e sem tempo, precisando de ajuda e de orientação. Querendo encontrar uma “luz no fim do túnel.”

Lembro de uma vez quando eu estava hospedada a trabalho em um hotel em Londrina, e meu quarto ficava no penúltimo andar do prédio. No último andar tinha uma piscina pequena com umas cadeiras e mesas, um ambiente bem gostoso. Eu tinha chegado do trabalho mas ainda tinha muita coisa pra fazer. Então eu decidi trabalhar mais um pouco nas mesas perto da piscina. Peguei o meu notebook, cadernos, lápis, garrafinha de água e mais um monte de coisas e resolvi subir pela escada, pois era somente um lance de andar.

Logo que eu entrei naquelas portas “corta-fogo” e comecei a subir, a luz apagou. Ficou tudo realmente muito escuro, eu não enxergava absolutamente nada. E onde estava o interruptor? É claro que eu não encontrava. A minha primeira sensação foi de pânico. Eu estava no meio da escada com degraus pra todo lado e eu tinha medo de cair. Fiquei na dúvida se eu voltava ou ia em frente. Me lembro como se fosse hoje da sensação ruim, de estar sozinha, sem saber pra que lado ir, e principalmente, no escuro total. As opções gritar e chorar foram consideradas, mas descartadas rapidamente. Imaginei que seu eu gritasse ninguém ia me ouvir. Sentar no chão e ficar chorando também não ia resolver, embora pudesse ajudar a extravasar e eliminar um pouco a angústia que eu estava sentindo. Eu também não queria derrubar o meu notebook e estava praticamente sem mãos livres. (no melhor estilo mãe de duas meninas, sempre com as mãos ocupadas).

Como eu saí dessa situação?

3 passos para uma comunicação objetiva

3 passos para uma comunicação objetiva

Já aconteceu de você falar alguma coisa para outra pessoa e ela entender de uma forma bem diferente?

Quando a minha filha Heloísa tinha três anos de idade e estava exagerando nas guloseimas eu falei pra ela que “a partir daquele dia ela só ia comer chocolate e doces no fim de semana”. Ela concordou na hora e ficou bem quietinha. Quando chegou a hora do almoço do sábado e fomos comer arroz e feijão ela reclamou e me disse: “não mamãe, você combinou comigo que eu só ia comer chocolate e doces no fim de semana.”

“Comunicação é a arte de ser entendido”. Peter Ustinov

O processo de comunicação é essencial para a construção e manutenção de relacionamentos pessoais e profissionais, para você vender seus produtos e serviços, para você ajudar outras pessoas. Mas não é um processo fácil.

Quantas vezes você teve problemas de relacionamento por falhas de comunicação, com familiares, colegas de trabalho e amigos?

Workshops de produtividade para mulheres empreendedoras

Workshops de produtividade para mulheres empreendedoras

Iniciamos agora em março os Workshops de Produtividade para mulheres empreendedoras que querem aprender, praticar, trocar experiências, utilizar melhor o seu tempo, aumentar a sua segurança, autoconfiança e acelerar resultados.

Os Workshops online acontecem nas 4as feiras, de 9:00 a 10:30.

Os Workshops Presenciais, em São Paulo, tem 2 horas de duração, nas 5as feiras, de 9 a 11 horas.

Confira aqui as datas e horários para inscrição.

💜 Obs: Os Workshops são gratuitos para as participantes dos Programas de Coaching e Mentoria para mulheres empreendedoras Restartme.

Entre em contato para maiores informações e para consultar preços de pacotes com descontos especiais.

“Aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende.” Leonardo da Vinci

 

 

 

Workshop Planejamento 2018

Workshop Planejamento 2018

Local: Casa Casulo – Rua Groenlândia, 160 – Jardim Paulista – São Paulo/SP
Link para inscrição: http://bit.ly/planeja18


Você tem a clareza do que realmente é importante na sua vida?
Os seus objetivos e metas para 2018 estão definidos?
Como você está se preparando para ter melhores resultados?

O Workshop de planejamento é voltado para a mulher empreendedora que procura independência, tempo livre, autoconfiança, mais segurança para tomar decisões e “dizer nãos”.

Permita-se dedicar 8 horas do seu ano para refletir, ter um olhar questionador sobre a sua vida, definir suas prioridades e decidir onde você vai investir o seu tempo, a sua energia e o seu dinheiro.

Um bom planejamento é como um mapa, que vai orientar o seu caminho para conquistar seus objetivos com mais tranquilidade, agilidade e segurança.

A ideia de realizar esse Workshop de planejamento surgiu durante a revisão final do livro que eu estou escrevendo, sobre produtividade para mulheres empreendedoras.

O livro é um guia prático para as mulheres que querem encontrar formas de serem mais produtivas no mundo digital, que buscam o equilíbrio entre suas vidas pessoais e profissionais em um mundo que muda constantemente.

O Workshop apresenta algumas das atividades dos dois primeiros capítulos do livro e está dividido em 3 módulos:

Iniciamos com o autoconhecimento, falando sobre as áreas e papéis da vida, (re)descobrindo sonhos, desejos, valores pessoais, identificando o que você quer fazer com o seu tempo livre e como pode equilibrar sua vida pessoal e profissional.

No segundo módulo você vai identificar seus objetivos e resultados esperados, definir estratégias, calcular metas, alinhar expectativas e aprender técnicas de mentalização de alcance do objetivo.

Tudo o que você pretende fazer este ano cabe na sua agenda? No terceiro módulo você vai identificar tarefas recorrentes, aprender técnicas de organização da agenda semanal e mensal, priorizar atividades e calcular o seu tempo.

Você vai contar com diversas planilhas e modelos que vão te ajudar a acelerar o processo de planejamento, como o calendário 2018 e a “calculadora de tempo livre”.

Quer fazer de 2018 um ano mais produtivo?

Vamos juntas?

Faça a sua inscrição pelo link: http://bit.ly/planeja18